Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCUS VINICIUS BESERRA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCUS VINICIUS BESERRA DOS SANTOS
DATA: 26/03/2018
HORA: 09:00
LOCAL: LIMAV
TÍTULO: Utilização da hidroxiapatita como suporte para desenvolvimento de biocompósito para aplicações biomédicas.
PALAVRAS-CHAVES: Hidroxiapatita, dopagem e biocompósito.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Polímeros, Aplicações
RESUMO:

A hidroxiapatita, HAp, é um material cerâmico presente no organismo humano e encontrado tanto no tecido ósseo e no tecido dentário. Quanto sintetizada, a HAp apresenta comportamento similar à HAp encontrado no organismo, fazendo desta uma possível solução na questão de substituição de pequenas partes do organismo como também o revestimento de próteses. Substituições iônicas têm sido utilizadas para aperfeiçoar as características da HAp sintetizada, entre elas pode-se citar a troca iônica de íons Ca 2+ por Ce 3+. Além da troca iônica, a combinação com a goma do cajueiro, GC, vem potencializar a utilização da HAp, já que a GC pode agir como agente de revestimento para sustento e liberação de fármacos. Dessa forma, este trabalho teve por objetivo o desenvolvimento de um biocompósito formado por hidroxiapatita dopada com íons de cério (III) e goma do cajueiro para aplicações biomédicas na substituição de pequenas partes ósseas e revestimento de próteses. A síntese do biocompósito, HApCe/GC, se dá pelo método de precipitação simples da HAp dopada com Ce 3+ em solução de goma do cajueiro. Com o material sendo congelado por 24 horas a uma temperatura de -20°C e posteriormente liofilizado por 24 horas. A goma de cajueiro foi estudada quanto a variação de cargas em diferentes pH, Potencial Zeta. Os materiais precursores dos biocompósitos, HApCe e a GC, junto dos biocompósitos HApCe/GC foram caracterizados por DRX, FTIR e TG/DTG. Os resultados de DRX e FTIR mostram que a hidroxiapatita dopada é sintetizada com sucesso. Os espectros de FTIR da GC demostram que esta foi isolada corretamente. Os resultados do FTIR, DRX e TG/DTG comprovam o sucesso da síntese do biocompósito.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1553988 - EDSON CAVALCANTI DA SILVA FILHO
Interno - 2260988 - ALUSKA DO NASCIMENTO SIMOES BRAGA
Externo ao Programa - 423674 - ANA CRISTINA VASCONCELOS FIALHO
Externo ao Programa - 1722880 - JOSY ANTEVELI OSAJIMA FURTINI
Notícia cadastrada em: 12/03/2018 17:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 27/10/2021 19:40