Notícias

Banca de DEFESA: FREDERICO RIBEIRO GONCALVES VASCONCELOS ROSENDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FREDERICO RIBEIRO GONCALVES VASCONCELOS ROSENDO
DATA: 31/07/2018
HORA: 08:00
LOCAL: a ser definido
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE REJUNTE ANTIMICROBIANO À BASE DE ARGILA/ÓXIDO
PALAVRAS-CHAVES: Semicondutor. Argila. Pali-ZnO.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

Materiais antibacterianos têm atraído grande interesse nos últimos anos para a construção civil, isso devido à sua capacidade de inibir a proliferação de fungos e bactérias que impregnam em rejuntes cerâmicos. Dentre os semicondutores amplamente estudados, o óxido de zinco (ZnO) se destaca por suas excelentes propriedades químicas e propriedades antimicrobianas, porém a baixa área superficial pode limitar algumas aplicações, assim, as argilas, que são materiais naturais, tem sido bastante utilizada como suporte para semicondutores, devido sua alta área superficial, que tornará o material final mais viável. O presente estudo teve como objetivo desenvolver um rejunte com propriedades antimicrobianas a base de ZnO suportado na argila Palygorskite (Pal).A Pal foi tratada previamente com peróxido de hidrogênio e a Pal-ZnO foi obtido usando o método sol-gel nos pH 7 e 11.O Pal-ZnO foi calcinado nas temperaturas de 250 e 400 oC para avaliação de sua cristalinidade.O rejunte a base de de ZnO suportado na argila Pal foi obtido pela mistura de 5% do compósito Pal-ZnO em rejunate comercial, denominado como Rejunte/Pal-ZnO.A partir dos padrões de DRX das amostras Pal-ZnO pode-se confirmar a presença dos planos de difração referente ao ZnO em fase Wurtzita e da Pal.O zinco e os elementos presentes na argila também foram identificados por EDS. A avaliação morfológica apresentada pelo MEV do material mostrou o ZnO na forma esférica e disperso sobre as fibras da argila, a qual está na forma de agulhas.A análise de TG-DTG evidenciou os eventos térmicos da Pal e do óxido de zinco.O material Rejunte/Pal-ZnO mostrou-se eficaz frente à bactéria Escherichia Coli quando testado pelo método de placa de difusão em ágar.Assim, conclui-se que o ZnO foi suportado na Pal com êxito e o material fotoativo Rejunte/Pal-ZnO possui propriedades antibacterianas e assim mostra-se promissor para a área da construção civil.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1734425 - MARCELO BARBOSA FURTINI
Interno - 2260988 - ALUSKA DO NASCIMENTO SIMOES BRAGA
Externo ao Programa - 1975378 - FABIO LUIZ ZANATTA
Notícia cadastrada em: 22/08/2018 08:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 02/02/2023 09:02