• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 22:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIELLE BENIGNO DE ANDRADE E SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELLE BENIGNO DE ANDRADE E SILVA
DATA: 31/03/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Virtual do Google Meet
TÍTULO: Hidrogel de nanoargila em matriz polimérica: uma estratégia viável para estimulação da osteogênese?
PALAVRAS-CHAVES: Biomaterial; hidrogel; laponita; osteogênese.
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Materiais Conjugados Não-Metálicos
RESUMO:

Visando obter um material capaz de induzir a neoformação óssea nos sítios cirúrgicos com defeitos de paredes ósseas e de potencializar as chances de osseointegração dos implantes dentários é que se propôs a síntese de um hidrogel de nanoargila em matriz polimérica. A laponita, nanoargila esmectita, induz a osteogênese mesmo na ausência de fatores osteoindutores; a gelatina metacrilato (GelMA) é um polímero biodegradável e bioativo que tem como principal estrutura a gelatina, um colágeno desnaturado derivado da matriz óssea extracelular. A síntese do hidrogel laponita/GelMA (LAP/GEL) é apresentada; a caracterização por FTIR e DRX para verificar a formação do hidrogel é discutida. A análise termogravimétrica foi utilizada para avaliar o comportamento térmico do hidrogel. A reologia mostrou que o hidrogel tem uma viscosidade que permite sua injetabilidade. A morfologia do hidrogel foi avaliada através da microscopia eletrônica de varredura. Diante do teste de letalidade de Artemia salina o hidrogel não apresentou toxicidade aguda em nenhuma das concentrações testadas, o que o habilita para testes celulares in vitro e testes de indução osteogênica in vivo. O teste de citotoxicidade (MTT) realizado em células tronco de medula óssea de ratos evidenciou que o material apresenta adequada viabilidade celular e portanto ausência de citotoxicidade frente ao teste realizado.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1397472 - ANDERSON DE OLIVEIRA LOBO
Presidente - 1553988 - EDSON CAVALCANTI DA SILVA FILHO
Interno - 1780191 - FRANCISCO ERONI PAZ DOS SANTOS
Externo ao Programa - 1960448 - GLAUBER CAMPOS VALE
Notícia cadastrada em: 24/03/2022 17:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 06/02/2023 22:34