Notícias

Banca de DEFESA: ANDRÉ LUIZ FERREIRA DE CARVALHO MELO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRÉ LUIZ FERREIRA DE CARVALHO MELO
DATA: 28/03/2023
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do PPGCM e Google Meet
TÍTULO: Remoção de corante em meio aquoso a partir de biochar produzido por resíduos (amêndoa e caroço) de pequi (caryocar brasiliense)
PALAVRAS-CHAVES: Adsorção; Azul de Metileno; Biochar; Pequi
PÁGINAS: 144
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Materiais Conjugados Não-Metálicos
RESUMO:

A água é um recurso natural de extrema importância para a preservação e manutenção da flora e fauna predominantes nos ecossistemas, portanto precisa de proteção e conservação. Entretanto, o atual cenário mundial, principalmente movido pelo desenvolvimento tecnológico, é marcado pela realização de uma inúmera variedade de ações, principalmente oriundas da indústria e da agricultura, que resultam na emissão e descarte de compostos orgânicos, muitos deles fortes contaminantes como os corantes a citar o azul de metileno (MB), em ecossistemas de água potável. Nesse sentido, vários são os esforços com o intuito de desenvolver tecnologias para o tratamento de águas contaminadas por corantes a citar o processo de adsorção. Nesse contexto, são propostos adsorventes de baixo custo, principalmente oriundos de biomassas, como os biochars que realizem o processo de adsorção. Na busca de resíduos de biomassa o Cerrado, Savana tropical de maior diversidade do mundo, apresenta uma gama de possibilidade de utilização de frutas, como é o caso do pequi. Dessa forma, os resíduos de pequi têm um potencial para serem utilizados como biomassa geradora de biochars. Assim esta tese tem como objetivo principal identificar as contribuições de Biochar Ativado a partir dos resíduos de biomassa de pequi (Caryocar brasiliense) (endorcarpo e amêndoa) e pelo método de ativação química com Hidróxido de Sódio (NaOH) na remoção do corante azul de metileno em meio aquoso utilizando adsorção. Para tanto, o percurso metodológico foi marcado pelo levantamento do estado da arte, por meio de uma Revisão Sistemática, seguido de estudos de caracterizações dos biochars, antes e após a adsorção, por meio de diferentes técnicas espectroscópicas, morfológicas, térmicas e texturais, além de ensaios de adsorção do corante modelo azul de metileno em solução aquosa por meio de parâmetros cinéticos, termodinâmicos e isotérmicos. O Capítulo I mostrou o protagonismo de países da Ásia Oriental, sobretudo a China, no desenvolvimento de trabalhos envolvendo a temática. Os biochars, em sua maioria, sofrem processo de ativação, principalmente química, tendo como principais agentes ativantes NaOH e ZnCl2, e realizam o processo estudado por meio de quimissorção em monocamada. O Capitulo II identificou que o processo de adsorção de MB por parte tanto do biochar do endocarpo do pequi (BE) quanto do biochar ativado do endocarpo do Pequi (ABE) foi bem ajustado ao modelo cinético de pseudo segunda-ordem cinética e ao modelo isotérmico de Langmuir. O biochar ativado alcançou uma excelente adsorção capacidade de 476,19 mg.g-1. O Capitulo III identificou que o processo de adsorção de MB por parte tanto do biochar da amêndoa do pequi (BA)  quando do biochar ativado da amêndoa do Pequi (ABA) foi bem ajustado ao modelo cinético de pseudo segunda-ordem cinética e ao modelo isotérmico de Langmuir. ABA alcançou uma excelente adsorção capacidade de 500,00 mg.g-1. Conclui-se que os biochars ativados oriundos de resíduos de biomassa do pequi ABE e ABA têm uma enorme potencialidade como adsorventes de corantes em meio aquoso, podendo contribuir tanto para o tratamento de águas contaminadas quanto para o desenvolvimento econômico local.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1553988 - EDSON CAVALCANTI DA SILVA FILHO
Interno - 1570906 - BARTOLOMEU CRUZ VIANA NETO
Externo à Instituição - ALAN ÍCARO SOUSA MORAIS - UFPI
Externo à Instituição - ANA SIQUEIRA DO NASCIMENTO MARREIRO TEIXEIRA - IFPI
Externo à Instituição - MARIA GARDENNIA DA FONSECA - UFPB
Externo à Instituição - ROOSEVELT DELANO DE SOUSA BEZERRA - IFPI
Notícia cadastrada em: 17/03/2023 22:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 20/06/2024 00:48