Notícias

Banca de DEFESA: PRISCYLLA JORDANIA PEREIRA DE MESQUITA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PRISCYLLA JORDANIA PEREIRA DE MESQUITA
DATA: 23/10/2023
HORA: 14:30
LOCAL: WEB CONFERÊNCIA-Google Meet
TÍTULO: Filmes de nanocompósitos poliméricos utilizados na conservação de silagem de milho para nutrição animal
PALAVRAS-CHAVES: silagem; filmes nanocompósitos; milho; aditivo antimicrobiano; argila organofílica.
PÁGINAS: 163
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Materiais Conjugados Não-Metálicos
RESUMO:

Este trabalho teve por objetivo produzir e caracterizar filmes poliméricos para vedação de silagens de milho. A matriz polimérica utilizada foi o Polietileno de Alta Densidade Verde (BPEAD) com adições de argila Cloisite 20A e de um aditivo antimicrobiano (piritionato de zinco disperso em acetato de vinila - EVA). As proporções de argila foram de 3 e 6% e de aditivo antimicrobiano de 0,5 a 1%. As amostras foram preparadas em extrusora pela técnica de intercalação no estado fundido acoplada a uma matriz para filmes planos. Os filmes produzidos foram caracterizados por difração de raios X (DRX), Espectroscopia na região do infravermelho por transformada de Fourier (FTIR), Termogravimetria (TG), Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC), medidas de espessura, Ensaio de Tração e por Microscopia Ótica (MO). Para verificar o potencial de vedação dos filmes para silagens de milho, foi produzido um silo experimental onde a forragem de milho foi armanezada por um período de 45 dias e após abertura foram realizadas análises para verificar o perfil químico-fermentativo da silagem. A partir da caracterização dos filmes, foi observado que os resultados de DRX e FTIR não demonstraram grandes alterações em relação ao BPEAD puro, apenas é possível identificar a presença da argila em seus picos característicos. As análises térmicas por sua vez identificaram leve diminuição da cristalinidade e da temperatura de degradação para amostras com maiores teores de aditivo antimicrobiano e o aumento de forma geral para os tratamentos com argila. Os filmes apresentaram espessuras que variaram de 100 a 200 µm com superfície homogênea e melhoria das propriedades mecânicas com aumento do teor de argila. Na aplicação para silagens de milho foi possível perceber que o perfil fermentativo foi próximo da literatura independente da vedação utilizada, sendo observada perda por deterioração aeróbica de 15 a 20%. A densidade teve média de 420 kg/m3 e as perdas por gases e efluentes não ultrapassaram 1%. Os aspectos sensoriais foram analisados como “boa a muito boa” e a estabilidade aeróbica foi mantida por 108 horas. Todos os parâmetros bromatológicos analisados ficaram dentro das faixas requeridas para a produção de uma silagem de qualidade, não sendo possível observar variação significativa nas características químico-fermentativas em função da vedação utilizada. O presente estudo, contribui para o desenvolvimento de materiais que, dentre outras propriedades apresentaram o mesmo desempenho quanto a conservação da silagem que a lona comercial em termos de propriedades bromatológicas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1720808 - RENATA BARBOSA
Interno - 1714193 - JOSE MILTON ELIAS DE MATOS
Interno - 1331130 - TATIANNY SOARES ALVES
Externo à Instituição - CARLOS THIAGO CANDIDO CUNHA - UFCG
Externo à Instituição - FRANCISCO KLEBSON GOMES DOS SANTOS - UFERSA
Externo à Instituição - LAURA HECKER DE CARVALHO - UFCG
Notícia cadastrada em: 20/10/2023 14:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 12/06/2024 21:59