Notícias

Banca de DEFESA: JOSANY SAIBROSA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSANY SAIBROSA DA SILVA
DATA: 21/07/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório de Ciência dos Materiais/CT-UFPI
TÍTULO:

REMOÇÃO DE MEDICAMENTO ANTINEOPLÁSICO EM MEIO AQUOSO POR MATERIAIS ADSORVENTES PROVENIENTES DO BABAÇU (Orbignya sp.)


PALAVRAS-CHAVES:

Adsorção, Medicamentos Antineoplásicos, Babaçu, Meio Ambiente.


PÁGINAS: 92
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Polímeros, Aplicações
RESUMO:

Com o aumento da expectativa de vida e o avanço na medicina, o uso de medicamentos e, consequentemente, o descarte inadequado e a excreção desses insumos é cada vez maior pela população. Os insumos farmacêuticos ativos (IFAs) são agora reconhecidos como contaminantes do meio ambiente, provocando um grande risco ocupacional à todo ecossistema e aos seres humanos, principalmente em se tratando dos antineoplásicos. Para diminuição desse risco várias técnicas vêm sendo estudadas afim de descontaminar águas residuais e/ou ambientes desses IFAs. A adsorção promove a remoção de moléculas químicas de um meio líquido utilizando um substrato sólido poroso que adsorve as moléculas em sua superfície. As fibras lignocelulósicas vem sendo bastante estudadas para esse fim por serem materiais de fácil acesso e grande disponibilidade, além de suas características químicas que garantem as ligações intra e intermoleculares capazes de promover a adsorção. Muitos estudos já utilizam os subprodutos de babaçu (Orgbignya sp.) para remoção de contaminantes químicos do meio ambiente. Por isso, objetivou-se a remoção de um medicamento antineoplásico em meio aquoso pelos subprodutos de babaçu. Para isso realizou-se caracterizações desses materiais adsortivos (FTIR, DRX, MEV e análise da superfície) e o estudo de adsorção por meio de cinética, varredura em pH e isotermas de adsorção e seus modelos matemáticos. Verificou-se que o epicarpo de babaçu foi o subproduto que melhor adsorveu o medicamento estudado. Concluindo que é um material promissor para pesquisa e desenvolvimento de filtros ecológicos para remoção de fármacos de ambientes hospitalares ou da indústria farmacêutica.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2296591 - ALESSANDRA BRAGA RIBEIRO
Interno - 1553988 - EDSON CAVALCANTI DA SILVA FILHO
Presidente - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Notícia cadastrada em: 08/07/2016 17:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 29/11/2020 01:49