Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JULIENNE CAVALCANTE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIENNE CAVALCANTE
DATA: 19/03/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Programa em Ciência e Engenharia dos Materiais/UFPI
TÍTULO: INFLUENCIA DA ADIÇÃO DE CORTIÇA PARA A OBTENÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE COMPÓSITOS COM APLICAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL.
PALAVRAS-CHAVES: compósitos, cortiça, resina epóxi, paredes/divisórias não estruturais
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Materiais Conjugados Não-Metálicos
RESUMO:

Devido as suas boas propriedades de engenharia, como alta resistência, rigidez específicas e menor densidade alguns materiais compósitos, são uma alternativa para diversas aplicações no ramo da construção civil, com base nessas características o presente trabalho teve como objetivo de estudo a obtenção e caracterização de compósitos poliméricos produzidos com resina epóxi e cortiça em pó com e sem tratamento alcalino para aplicação não estrutural. A técnica utilizada de processamento foi hand lay-up e os corpos de prova dos compósitos foram caracterizados através da resistência ao impacto, resistência à flexão, a inflamabilidade de acordo com a norma UL94HB, ângulo de contato e morfologia por meio da microscopia eletrônica de varredura (MEV) e microscopia óptica (MO). A quantidade de cortiça adicionada, a interação entre a matriz/ carga e o tratamento alcalino na cortiça influenciaram diretamente às propriedades mecânicas dos compósitos. Pode ser destacado valores abaixo do esperado para os ensaios de flexão e também que a quantidade de energia absorvida durante o teste de impacto foi influenciada pelo tratamento alcalino. A partir dos resultados de (MEV) e (MO) foram observadas mudanças na estrutura das células da cortiça em pó após o tratamento alcalino e esses resultados possibilitaram uma diferença no ângulo de contato tornando os compósitos hidrofóbicos. O teste de inflamabilidade confirmou a velocidade de queima da matriz pura e que adição de cortiça in natura influenciou também nesse resultado. Dessa forma, o uso dos compósitos com resina epóxi pode ser uma boa alternativa na construção civil, como por exemplo, para a produção de paredes/divisórias não estruturais para ambientes internos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1720808 - RENATA BARBOSA
Interno - 1714193 - JOSE MILTON ELIAS DE MATOS
Interno - 1331130 - TATIANNY SOARES ALVES
Notícia cadastrada em: 19/03/2018 08:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 23/11/2020 17:00