Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCIANE NORBERTO MENEZES DE ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANE NORBERTO MENEZES DE ARAÚJO
DATA: 28/03/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Virtual do Google Meet
TÍTULO: OBTENÇÃO DE NANOCRISTAIS DE ZnWO4 POR MEIO DE PROCESSAMENTO A PLASMA TÉRMICO E AVALIAÇÃO DA SUAS ATIVIDADES FOTOCATALÍTICAS, SONOCATALÍTICAS E SONOFOTOCATALÍTICAS
PALAVRAS-CHAVES: Nanocristais de ZnWO4; Plasma térmico; Corante Rh6G; Sonofotodegradação.
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Cerâmicos
RESUMO:

O tungstato de zinco (ZnWO4) é um material cerâmico com estrutura monoclínica do tipo wolframita que vem sendo estudado e utilizado em diversas finalidades, principalmente por suas propriedades fotoluminescentes e fotocatalíticas. Neste trabalho, propõe-se uma nova forma de obtenção do ZnWO4 por meio de processamento a plasma térmico. Portanto, amostras de pó amorfo sintetizadas por coprecipitação à temperatura ambiente foram processadas por meio de plasma térmico, em diferentes temperaturas entre 400 e 600 ºC por 1 hora. Análises estruturais foram realizadas por difração de raios-X, refinamento estrutural pelo método de Rietveld, espectroscopias vibracional Raman, na região do Infravermelho e Ultravioleta-Visível (UV-Vis). O comportamento morfológico, tamanho médio dos cristais e a forma foram observadas por meio de microscopia eletrônica de varredura. Os dados estruturais e as imagens de microscopia confirmaram o efeito do plasma térmico na obtenção de cristais monofásicos, com estrutura monoclínica, modos vibracionais típicos e comportamento óptico ativo no UV pelos valores de Egap, bem como foi comprovando a formação da fase cristalina a partir de 550 ºC e a morfologia em escala nanométrica. As atividades sono-, foto- e sonofotocatalíticas dos cristais de ZnWO4 foram investigadas em detalhes. Além disso, um estudo comparativo com a sonofotocatálise, verifica-se uma melhor taxa de degradação para o corante Rodamina 6G (Rh6G) em 80 min, para amostra tratada a plasma a 600 ºC por 1 h. Os sequestradores de radicais indicaram os radicais hidroxila (•OH) e superóxido (•O2−) como os principais responsáveis pelas reações químicas para a degradação do corante catiônico Rh6G.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AMANDA FERNANDES GOUVEIA - UJI
Externo à Instituição - GERALDO EDUARDO DA LUZ JUNIOR - UESPI
Interno - 1714193 - JOSE MILTON ELIAS DE MATOS
Presidente - 840.043.633-49 - LAÉCIO SANTOS CAVALCANTE - UESPI
Interno - 6276167 - ROMULO RIBEIRO MAGALHÃES DE SOUSA
Notícia cadastrada em: 18/03/2022 12:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 16/06/2024 06:48