Notícias

Banca de DEFESA: LAURIENE GONÇALVES DA LUZ SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAURIENE GONÇALVES DA LUZ SILVA
DATA: 01/03/2023
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do PPGCM
TÍTULO: Estudo do efeito da nitretação a plasma e tratamento duplex no aço inoxidável superduplex UNS S32750
PALAVRAS-CHAVES: Tratamento duplex. Nitretação a plasma. Nitreto de titânio. UNS S32750. Gaiola catódica.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Metalurgia de Transformação
ESPECIALIDADE: Tratamentos Térmicos, Mecânicos e Químicos
RESUMO:

Os aços inoxidáveis superduplex apresentam excelente resistência a corrosão e boas propriedades mecânicas. Porém, as características tribológicas desses aços reduzem sua aplicabilidade. Nitretação por plasma e deposição com gaiola catódica têm sido utilizados para provocar mudanças superficiais com a finalidade de melhorar a resistência ao desgaste sem grandes perdas de resistência a corrosão. Neste estudo foi realizado tratamentos superficiais, tais como nitretação a plasma e deposição de filmes finos de nitreto de titânio, uma vez que o TiN é caracterizado por alta dureza, estabilidade térmica, resistência à abrasão e baixo coeficiente de atrito, as amostras foram tratadas a 350, 400 e 450 °C. As amostras de aço tratadas foram caracterizadas através de microscopia óptica para medir a espessura da camada depositada e analisar a microestrutura. A análise de microdureza Vickers foi utilizada para mostrar o aumento da dureza superficial e a difração de raios X foi utilizada para identificar as fases presentes na superfície. Algumas amostras também foram submetidas a ensaios destrutivos de corrosão e desgaste para avaliar o desempenho tribológico. Logo, técnica de nitretação e deposição por gaiola catódica de TiN foi utilizada para melhorar as propriedades mecânicas e eletroquímicas do aço UNS S32750. O tratamento de nitretação por plasma e o tratamento duplex a 350 e 450 °C aumentou a dureza superficial do aço devido devido à formação nitretos de ferro (ε - Fe2-3N, γ'-Fe4N) e da fase austenita expandida (γN) Os tratamentos e suas composições também influenciaram o comportamento tribológico das amostras, melhorando a resistência ao desgaste. O coeficiente de atrito foi influenciado pela dureza do par tribológico, espessura e composição das camadas produzidas. A resistência à corrosão variava dependendo da temperatura de tratamento, com o melhor desempenho em baixas temperaturas e o pior em altas temperaturas. A metodologia é eficiente para melhorar o desempenho mecânico e tribológico do aço UNS S32750, no entanto, a nitretação por plasma tem bom desempenho na resistência à corrosão em baixas temperaturas (350°C), enquanto o tratamento duplex em temperaturas mais altas (450°C) mostrou-se promissor.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6276167 - ROMULO RIBEIRO MAGALHÃES DE SOUSA
Interno - 1229211 - MARCOS GUILHERME CARVALHO BRAULIO BARBOSA
Externo à Instituição - MAXWELL SANTANA LIBÓRIO - UFRN
Externo à Instituição - PETTESON LINNIKER CARVALHO SERRA - IFPI
Externo à Instituição - RAFAEL MARINHO BANDEIRA - SEDUC-CE
Notícia cadastrada em: 28/02/2023 17:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/06/2024 08:49