Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO MARCELINO ALMEIDA DE ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO MARCELINO ALMEIDA DE ARAÚJO
DATA: 15/03/2013
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de reuniões
TÍTULO:

Propriedades Anticorrosivas do extrato rico em alcaloides produzido a partir do resíduo da cadeia produtiva do jaborandi (Pilocarpus microphylus Staff).


PALAVRAS-CHAVES:

 

Pilocarpus. Alcaloide. Epiisopiloturina. Proteção da corrosão. Curvas de polarização. Impedância.

 


PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Os custos anuais relacionados à corrosão e prevenção de corrosão tem sido responsável por constituir uma parte significante do Produto Interno Bruto no mundo ocidental. Em adição aos custos econômicos e atrasos tecnológicos, a corrosão pode conduzir a falhas estruturais que tem consequências dramáticas para seres humanos e ao meio ambiente. Neste contexto observa-se a necessidade de desenvolvimento constante da tecnologia de revestimentos. Além da composição do revestimento, que consiste de ligantes, pigmentos, solventes, extensores e aditivos; o desempenho e durabilidade dos revestimentos anticorrosivos depende de vários parâmetros diferentes, tal como o tipo de substrato, pré-tratamento do substrato, espessura do revestimento, adesão entre o substrato e o revestimento, bem como vários parâmetros ambientais externos. A busca por produtos naturais aplicados em revestimentos anticorrosivos tem sido de grande importância industrial, uma das vantagens é o menor consumo de energia na sua produção comparado à produção de componentes sintéticos. Extratos de plantas são vistos como uma fonte rica de componentes químicos sintetizados naturalmente que podem ser extraídos por procedimentos simples e de baixo custo. As substâncias podem ser do tipo alcaloides como quinina, estricnina e nicotina que  foram estudados como inibidores de corrosão em meios ácidos. Devido a aplicabilidade de compostos nitrogenados que atividade anticorrosiva neste trabalho utiliza-se extrato rico em  alcaloides da folha do jaborandi, tendo como alcaloide majoritário a epiisopiloturina utilizados como protetores da corrosão. O trabalho envolve a formação de filmes sobre substrato de aço 1020, que foram previamente polidos com uma sequencia de lixas (nº 230 a 1200). Essas peças foram submetidas a ensaios de corrosão acelerado, por análise de polarização em meio salino e medidas de impedância.  Os filmes obtidos sobre o aço 1020 apresentam boa aderência e uniformidade. As chapas cobertas com filmes do extrato mostraram-se resistência a corrosão em ambiente salino. A avaliação do potencial anticorrosivo do extrato foi efetuada por análise de potencial de circuito aberto seguido de polarização em torno deste potencial e por análise de impedância. Os dados serão analisados por curvas de Tafel e montagem de circuitos equivalentes. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JOILSON RAMOS DE JESUS - UFBA
Externo ao Programa - 423287 - JOSE RIBEIRO DOS SANTOS JUNIOR
Presidente - 1553559 - JOSE ROBERTO DE SOUZA DE ALMEIDA LEITE
Notícia cadastrada em: 26/02/2013 15:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 06/03/2021 02:18