Notícias

Banca de DEFESA: LUCAS EDUARDO SILVA OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS EDUARDO SILVA OLIVEIRA
DATA: 22/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Aula do PPGBIOTEC
TÍTULO: AVALIAÇÃO DO EFEITO DE PROTEÍNAS DO LÁTEX DE Plumeria pudica (JACQ., 1760) NA PERIODONTITE INDUZIDA POR LIGADURA EM RATOS
PALAVRAS-CHAVES: Proteínas laticíferas, Inflamação, Doença periodontal, Biofilme.
PÁGINAS: 69
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

O látex de plantas é fonte de moléculas bioativas com potencial farmacológico, onde
diversos estudos vem sendo realizados, dentre os quais se encontram o látex de
Plumeria pudica. Proteínas encontradas no látex de P. pudica (PLPp) apresentaram
atividade anti-inflamatória, antinociceptiva em modelos animais quando administradas
na dose de 40mg/kg por via intraperitoneal, além de ser verificado sua baixa toxicidade
em nível sistêmico. A periodontite caracteriza-se pelo acúmulo de biofilme nos tecidos
orais, é uma doença global, tendo destaque como agravo à saúde pública. Sua relação
vai além dos tecidos que afeta, dita como sistêmica, é capaz de relacionar-se com outras
patologias. Diante dos resultados atualmente descritos, referentes ao potencial
farmacológico de PLPp e aos agravos produzido direta ou indiretamente pelos efeitos da
periodontite, objetivamos avaliar os efeitos de PLPp, na periodontite induzida por
ligadura em ratos. Os animais foram divididos em três grupos: grupo controle negativo
(n=9), grupo periodontite (n=10) e grupo PLPp (n=8), onde os animais sofreram
indução da periodontite e foram tratados com PLPp na dose de 40mg/kg. A periodontite
experimental foi induzida a partir de ligadura por fio de nylon 3.0, colocado entre a
região mesial e distal do primeiro molar inferior, em ambos os lados. Os animais
permaneceram 20 dias com a ligadura, foram realizados tratamentos diários dos mesmos
com PLPp, via intraperitoneal (i. p.). Após os 20 dias, foi realizada avaliação clínica
macroscópica para Índice de Sangramento Gengival (ISG) e Índice de Profundidade de
Sondagem (IPS), para parâmetros inflamatórios. Coletou-se amostras de sangue através
do plexo retro-orbital de cada animal, parte do sangue foi coletado na presença de
EDTA destinando-se a contagem total de leucócitos, e outra parte sem anticoagulante,
para análise de biomarcadores de lesão hepática de aminotransferases (ALT e AST) e
renal (Creatinina e Ureia). Os animais foram eutanasiados, retirados fígado e rim, para
avaliação sistêmica de prováveis alterações relacionadas com a periodontite em ambos
os órgãos, a partir dos níveis de GSH, concentrações de MDA e atividade de MPO.
Também foram realizadas análises histológicas dos tecidos destes órgãos. As
mandíbulas foram analisadas histomorfometricamente para avaliação da perda de Altura
Óssea Alveolar (AOA). Tecido gengival e hepático foram utilizados para mensurar
atividade de Mieloperoxidase (MPO). Como resultados, em análises macroscópicas nos
animais tratados, houve redução de parâmetros inflamatórios avaliados, demonstrando
diminuição significativa de ISG e IPS quando comparado ao grupo indução sem
tratamento. Houve redução na AOA de animais tratados com PLPp e também foi vista
redução na contagem total de leucócitos no sangue de animais tratados em contrates
com o grupo periodontite. Para o peso dos animais não foi notada diferença significante
entre grupos. Para verificação da atividade de MPO, foi vista diminuição significativa
apenas no tecido gengival de animais tratados. No tecido hepático, níveis de GSH e
MDA foram preservados próximos a normalidade em animais tratados com PLP, o
mesmo não foi visto para o tecido renal. Para marcadores hepáticos apenas ALT
apresentou-se próximo a normalidade, o mesmo pode ser visto para creatinina com
relação a marcador renal, quando comparados ao grupo saudável. Histologicamente
animais tratados tiveram preservação na morfologia tecidual, sem alterações
significantes. PLPp demonstrou resultados interessantes frente aos efeitos da periodontite, contudo, estudos mais aprofundados utilizando a fração devem ser conduzidos, para melhor entendimento de seu mecanismo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1750086 - DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
Presidente - 1789383 - JEFFERSON SOARES DE OLIVEIRA
Externo ao Programa - 3375434 - MANOEL DIAS DE SOUZA FILHO
Notícia cadastrada em: 11/02/2019 08:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 08/03/2021 17:59