Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: HELIANA DE BARROS FERNANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HELIANA DE BARROS FERNANDES
DATA: 01/10/2013
HORA: 18:30
LOCAL: Saguão de apresentação de pôsteres do Simpósio Latino-Americano de Biotecnologia.
TÍTULO:

Caracterização bioquímica de proteínas do látex de Plumeria pudica (Jacq.,1760) e potencial biotecnológico em modelo de inflamação


PALAVRAS-CHAVES:

 látex, proteínas laticíferas, inflamação.


PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Os estudos de bioprospecção buscam, a partir de fontes naturais, novas moléculas que apresentem potencial biológico aplicável. No Brasil essa prática se configura como uma interessante estratégia uma vez que sua biodiversidade é bastante expressiva. As plantas têm provado serem fontes primárias de produtos naturais biologicamente ativos a exemplo das plantas produtoras de látex. O látex proveniente de plantas é um fluido rico em metabólitos e proteínas. O extrato de algumas espécies laticíferas é utilizado na medicina popular, com propriedades diversas dentre elas a anti-inflamatória. Apesar de já ter sido demonstrado que proteínas obtidas de látex apresentam potencialidade anti-inflamatória, ainda são poucas as investigações que relacionam as características bioquímicas dessas proteínas com sua atividade biológica. A presente pesquisa terá por objetivo caracterizar proteínas do látex de Plumeria pudica, e avaliar seu potencial biotecnológico em modelos experimentais de inflamação. O látex de P. pudica será coletado na cidade de Parnaíba-PI e submetido a fracionamento através de centrifugação e diálise para obtenção de uma fração rica em proteínas (PL). Serão realizados ensaios com diferentes substratos (azocaseína, BANA, BApNA) para
detecção de enzimas proteolíticas, inibidores de proteases e quitinases (quitina Azure). Detecção de proteases também será realizada através de zimograma em gel contendo gelatina. O perfil protéico de PL será analisado através de SDS-PAGE. O potencial de proteínas do látex de P. pudica será investigado através de modelos animais de inflamação, realizados com camundongos Swiss (Mus musculus), n = 6 em concordância com as diretrizes do COBEA (Colégio Brasileiro de Experimentação Animal). Os animais serão submetidos ao modelo de edema de pata induzido pela injeção de diferentes agentes flogísticos, na pata traseira direita dos animais: carragenina, dextrana, histamina, serotonina, bradicinina, prostaglandina E2 e composto 48/80. Serão realizados ensaios de dosagem de mieloperoxidase e de citocinas (IL-1β e TNFα) além do ensaio de peritonite (contagem total e diferencial de células). A indometacina (10mg/Kg) será utilizada como controle positivo para atividade anti-inflamatória em todos os modelos. Os resultados serão expressos como média ± erro padrão (Anova- Newman-Kleus; p < 0,05).


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1734768 - CLAUDIO ANGELO VENTURA
Interno - 1772764 - GUSTAVO PORTELA FERREIRA
Presidente - 1789383 - JEFFERSON SOARES DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 23/09/2013 11:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 06/03/2021 02:49