Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: EMANUELLE MORAIS SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EMANUELLE MORAIS SILVA
DATA: 30/01/2015
HORA: 09:00
LOCAL: sala de Reunião da direção
TÍTULO:

Purificação e caracterização de um análogo de bombesina isolado da secreção cutânea do anfíbio Hypsiboas raniceps


PALAVRAS-CHAVES:

bombesina, Hypsiboas raniceps, motilidade gástrica, Cromatografia


PÁGINAS: 38
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Bioquímica
RESUMO:

O Brasil ocupa a primeira colocação na relação de países com maior riqueza de anfíbios, com cerca de 1026 espécies descritas, das quais 988 pertencem à ordem Anura. Estes animais que representam um verdadeiro laboratório de bioquímica, tendo em vista o arsenal de toxinas que fabricam. Hypsiboas raniceps é um hylídeo do grupo H. albopunctata, cuja espécie pertence ao grupo com maior distribuição geográfica. Esta espécie pode ser encontrada em florestas secas topicais, subtropicais ou tropicais de baixa altitude, rios, pântanos, lagos de água doce. O projeto objetiva-se a extração, purificação e o seqüenciamento do peptídeo encontrado na secreção cutânea de anfíbio Hypsiboas raniceps e, posterior investigação farmacológica dessas moléculas biologicamente ativas em comparação ao seu análogo, a bombesina. Coleta das espécimes realizada na  Área de Proteção Ambiental (APA) do Delta do Parnaíba. Obtenção da secreção cutânea por estimulação elétrica. As amostras foram enviadas à Brasília-DF (EMBRAPA), para ser obtida a síntese do peptídeo e analisado por espectrometria de massa MALDI-TOF TOF. As frações bioativas foram purificadas em várias etapas utilizando-se cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). Para análise biológica serão feitos teste comparativos de motilidade gástrica, como esvaziamento gástrico e transito intestinal, com a bombesina. Através da técnica de Cromatografia Líquida com HPLC foi possível isolar 765,72μg deste peptídeo, deste 3 mg do extrato total foi purificado. Após síntese do peptídeo resultante da secreção cutânea de H. raniceps, o resultante de sua massa molecular confirmada por espectrometria de massa ([M+H]+ = 1216.6 Da), apresentando a seguinte seqüência de aminoácidos: H-GGNQWAIGHFM-NH2.  Ao se fazer a análise do peptídeo onde alinhou a sequência dos aminoácidos em um programa específico (BLAST), pode-se observar que este possuía homologia a outro peptídeo já devidamente identificado, a bombesina. A avaliação da motilidade e da distribuição intragástrica utilizando a através da técnica de Reynell e Spray, pode auxiliar na compreensão de patologias envolvendo o trato gastrintestinal mostrando-se capaz de caracterizar quantitativamente a função motora.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1734768 - CLAUDIO ANGELO VENTURA
Interno - 1789383 - JEFFERSON SOARES DE OLIVEIRA
Interno - 841.003.203-10 - LEIZ MARIA COSTA VERAS - UFPI
Notícia cadastrada em: 16/01/2015 14:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 06/03/2021 02:57