Notícias

Banca de DEFESA: ELENILCE SOARES MOURÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELENILCE SOARES MOURÃO
DATA: 15/06/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala do Programa de Pós-graduação em Artes, Patrimônio e Museologia - CMRV - UFPI, Parnaíba
TÍTULO: CONVERVAÇÃO E RESTAURO DE BENS MÓVEIS: Desafios e perspectivas para a preservação do patrimônio cultural no Piauí
PALAVRAS-CHAVES: Oficina de Restauração. Piauí. Patrimônio Cultural. Conservação. Restauro.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Museologia
RESUMO:

Neste trabalho apresentamos os resultados de Pesquisa-ação desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-graduação em Artes, Patrimônio e Museologia, Mestrado Profissional, da Universidade Federal do Piauí, Meio Norte do Brasil. Discorremos sobre problemas e abordagens no campo da preservação do patrimônio cultural móvel, nomeadamente, no Estado do Piauí. Usamos o método da História Oral para a reconstituição de histórias e memórias dos profissionais que fundaram e trabalharam por 30 anos (1987-2017) na única Oficina de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis do Estado (OR). O problema-ação que se revela nesta investigação é a necessidade da antiga Fundação Cultural do Piauí (FUNDAC) transformada na recém-criada Secretaria de Estado da Cultura do Piauí (SECULT,2015) investir na OR, o que inclui recursos humanos e financeiros, sob pena de contribuir para a extinção da OR, que presta relevantes serviços à sociedade. A investigação firma-se nas teorias do restauro de BRANDI (2004) e VIÑAS (2010), que auxiliam a compreender os processos de trabalho na OR. Ao longo dos estudos, desenvolvemos, igualmente, ações, produtos e serviços: um texto sobre a história da oficina, acompanhado de um documentário, bem como um projeto de criação e instalação de uma Oficina de Conservação do Patrimônio Cultural Móvel, na Universidade Federal do Piauí, sob a gestão do Mestrado Profissional em Artes, Patrimônio e Museologia na cidade de Parnaíba. Realizamos também na fase inicial deste trabalho, atividades teórico-práticas materializadas em cursos de capacitação em conservação e restauro ao longo de 2016 em Teresina e Parnaíba, com os servidores do Estado e comunidade em geral, trabalho que contribuiu para a sensibilização e atribuição de sentidos e significados à formação de seniores e novos profissionais, o que justifica a necessidade de serem realizadas outras ações desta natureza de forma sistemática e continuada. Destacam-se, igualmente, a nossa própria formação no Programa de Pós-graduação e em Centros de Investigação e Laboratórios de Referência em Conservação e Restauro, a exemplo, o Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis - CECOR, Minas Gerais, Brasil; a Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa; o Instituto José de Figueiredo – IJF e na Oficina de Restauro do Museu de Setúbal em Portugal. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423686 - AUREA DA PAZ PINHEIRO
Presidente - 00.000.00-/1896-30 - FERNANDO ANTONIO BAPTISTA PEREIRA - ULB
Externo ao Programa - 226.280.531-87 - MARISA BRASCHER BASÍLIO MEDEIROS - UFSC
Notícia cadastrada em: 05/06/2017 16:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/05/2020 06:19