Notícias

Banca de DEFESA: INEGLA CARDOSO BRITO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: INEGLA CARDOSO BRITO
DATA: 16/09/2017
HORA: 08:00
LOCAL: UFPI
TÍTULO: DOCUMENTAÇÃO DO ACERVO DO MEMORIAL HUMBERTO DE CAMPOS. Casa Grande de Simplício Dias, Parnaíba, Piauí, Meio Norte do Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Documentação. Memorial Humberto de Campos. Parnaíba. Piauí.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Museologia
RESUMO:

Apresentamos neste documento os resultados de pesquisa-ação realizada no Acervo do Memorial Humberto de Campos, que está sob a guarda da Superintendência de Cultura da Prefeitura Municipal de Parnaíba, PI. O referido acervo está exposto em um dos espaços de uma edificação localizada no Centro Histórico da cidade de Parnaíba, PI; o edifício abriga a Superintendência de Cultura, Superintendência de Turismo e o Escritório Técnico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan no Piauí. A edificação destaca-se por ser, talvez, a mais importante do Conjunto Histórico e Paisagístico de Parnaíba, tombado em 2008 pelo Iphan. Trata-se da antiga “Casa Grande” ou Casa de Simplício Dias como é atualmente conhecida. A construção já constava na perspectiva que acompanha a cartografia de 1809, tendo sofrido poucas alterações. Simplício Dias era filho de Domingos Dias da Silva, fundador das charqueadas da Casa Grande; teve papel fundamental na história política e econômica de Parnaíba. É uma das edificações de grande porte mais antigas da cidade, supõe-se que seu posicionamento tenha sido decisivo no direcionamento do crescimento urbano e na consolidação da antiga Rua Grande, hoje, Avenida Getúlio Vargas eixo estruturador da cidade, liga o rio Igaraçu, um dos braços do rio Parnaíba, à Estação Ferroviária, que funcionou até meados da década de 1970. Este trabalho teve como objeto de estudo e intervenção o Acervo do Memorial Humberto de Campos, literato e político maranhense, figura emblemática, com repercussão nacional. Na infância residiu na cidade de Parnaíba; parte da população local atribui significado a esse personagem, presente na história e memória de literatos e espíritas. O acervo sobre o qual trabalhamos é eclético, constituído por objetos pessoais de tipologia e suporte diversos: documentos, fotografias, objetos tridimensionais, bibliográficos etc. Realizamos um serviço de documentação preliminar, a considerar o risco no qual se encontra o acervo, sem registro ou proteção de perda ou roubo. Iniciamos pela higienização e tratamento informacional dos objetos, registro para futura disseminação da informação, com o fito de permitir uma mínima gestão do acervo que atenda à demanda de o comunicar a diversos públicos. O objetivo foi proporcionar a maximização na recuperação e uso da informação. No âmbito da documentação de acervos dessa natureza, realizamos a catalogação dos objetos e sua conservação preventiva como ação mediadora entre os públicos e o acervo, contribuindo para a construção do conhecimento e preservação da memória individual e coletiva. Dessa forma, realizamos o trabalho no Memorial com o uso de procedimentos de incorporação, catalogação e registro dos objetos do Acervo.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423686 - AUREA DA PAZ PINHEIRO
Externo ao Programa - 216.709.418-33 - CAMILA AZEVEDO DE MORAES WICHERS - UFG
Interno - 491.172.543-53 - MANUELINA MARIA DUARTE CÂNDIDO - UFG
Notícia cadastrada em: 06/09/2017 11:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/05/2020 06:31