Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ISA MARILIA SILVA DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ISA MARILIA SILVA DE OLIVEIRA
DATA: 28/02/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Museu da Vila
TÍTULO: (A)MAR: Coqueiro da Praia Arte, Memória e Afetividade
PALAVRAS-CHAVES: Ecomuseu; Comunidade; Museu da Vila; Arte-Educação; Piauí
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Museologia
RESUMO:

Ao pensarmos a afetividade como parte das relações humanas associadas a tempo, espaço e patrimônio cultural, entendemos a importância da arte-educação para compreendermos como nos movimentamos no ambiente escolar da Vila-bairro, Coqueiro da Praia, Luís Correia, um dos dez municípios que integram a Área de Proteção Ambiental Delta do Parnaíba, no Meio Norte do Brasil, no Piauí, entre os Estados do Maranhão e Ceará; lugar de fronteira, de interculturalidades. Esse Bairro tem vivências de experiências atravessadas pela tradição e pela modernidade, o elegemos exatamente por essa singularidade para nossos estudos e intervenções no campo das artes, patrimônio e museologia. Narramos neste texto esse caminhar, que pretendemos que fosse participativo e coletivo, associado a um projeto-ação mais amplo - o Projeto Matriz do Mestrado sob o título “Ecomuseu Delta do Parnaíba”, concebido e coordenado pelo Programa de Pós-graduação, cuja proposta é criar uma rede de museus de território, com e para as comunidades. Nesse contexto, o primeiro núcleo museológico criado, em junho de 2018, foi  o Museu da Vila, igualmente, sede do Mestrado e localizado em uma antiga edificação escolar cedida ao Programa pelo do Governo do Estado do Piauí, hoje, requalificada, um equipamento educativo-cultural a prestar serviços à vila-bairro e entorno. Este nosso trabalho é parte do Plano Museológico, em andamento, do Museu da Vila, nomeadamente parte dos Projetos e Ações do Programa Educativo e Cultural. Para este projeto-ação em particular focamos nossos estudos e intervenções na apreensão de afetos, usando a ferramenta metodológica dos mapas afetivos, para conhecer as relações de afetividade e sentimento de pertencimento ao território por alunos entre 7 a 12 anos, matriculados na escola local - a Unidade Escolar Carmosina Martins da Rocha. Desejamos perceber as relações que as crianças estabelecem com o patrimônio cultural do lugar que habitam, proporcionar-lhes situações de reflexão e ação em vivências orientadas, que promovam a percepção do sentimento de pertença e de valorização dos espaços que vivem coletivamente - a Escola, de modo a fortalecer os sentimentos de estima de lugar e apropriação do patrimônio cultural.                


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423686 - AUREA DA PAZ PINHEIRO
Externo ao Programa - 1448162 - LUCIANA MATIAS CAVALCANTE
Externo ao Programa - 056.078.227-61 - MANOEL ALEXANDRE SILVESTRE FRIQUES - UNIRIO
Presidente - 217.303.853-20 - RITA DE CÁSSIA MOURA CARVALHO - ULB
Notícia cadastrada em: 20/02/2020 17:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 25/05/2020 05:25