Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO ILDENE PEREIRA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO ILDENE PEREIRA DA SILVA
DATA: 13/03/2024
HORA: 11:00
LOCAL: UFDPar
TÍTULO: MULHERES DO BARRO: Inventário Participativo do Ofício e Modos de Saber-fazer das Ceramistas do Bairro Poti em Teresina, Piauí
PALAVRAS-CHAVES: Patrimônio Cultural Imaterial; Inventários Participativo; Ceramistas; Poti Velho, Museologia Piauí
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Museologia
RESUMO:

Este trabalho tem como objetivo construir um inventário participativo do ofício e modos de saber-fazer das ceramistas da Cooperativa de Artesanato do Piauí, localizada no Pólo Cerâmico de Teresina, no Poti Velho, bairro mais antigo da capital do Piauí – Teresina. A comunidade detém um patrimônio cultural ligado à terra e ao rio Poti, incluindo celebrações como os festejos em honra a São Pedro, padroeiro da comunidade. O Polo Cerâmico é um cenário onde famílias retiram seu sustento da modelagem em argila, uma tradição que atravessa gerações. Apesar da transmissão do saber-fazer, se observa um distanciamento da população jovem, resultando na diminuição de ceramistas. Defende-se que um inventário participativo desse ofício pode contribuir para valorizar e ressignificar esse patrimônio, atraindo gerações presentes e futuras. O inventário está em processo de finalização com a participação de nove artesãs associadas à Cooperativa, espaço de resistência para essas mulheres, em sua maioria pretas e pardas, de memórias entrelaçadas ao território ribeirinho. Na pesquisa usamos métodos híbridos, como o material pedagógico dos inventários participativos, disponibilizados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional para o Programa Mais Educação, história oral e pesquisa participante, com foco na pesquisa-ação. Como referência de leituras consultamos autores (as) no campo do patrimônio cultural e museologia social, como Hugues de Varine (2013), Pinheiro (2015), Rampim, Tolentino, Thiollent, Brandão e Alberti. Como estudo-intervenção se aplicou a técnica do Inventário Participativo associado à pesquisa-ação e a museologia comunitária com participação social que fortalece os vínculos entre território, pessoas e patrimônio cultural, o que pode sugerir a criação do Museu Comunitário do Bairro de Teresina.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423686 - AUREA DA PAZ PINHEIRO
Interno - 00.000.00-/1896-30 - FERNANDO ANTONIO BAPTISTA PEREIRA - ULB
Externo ao Programa - 619.174.431-53 - ÁTILA BEZZERA TOLENTINO - UFPB
Notícia cadastrada em: 04/03/2024 11:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 24/06/2024 14:46